7 de maio de 2015

421

Minha cabeça é um turbilhão! Ai vejo que a maioria tem pouco tempo/interesse/curiosidade em explorar uns aos outros....

Não, você não me conhece, não sabe o que me move nem tão pouco se colocou no meu lugar. 

Talvez até a gente já tenha dividido uma mesa de bar. não é nada. Furar um pneu numa estrada deserta sem bateria no celular, teria representado mais.

O que falta? O olhar de quem faz da alma humana algo compartilhado.

Já sei quanto é mais dois...é o número que a gente quiser.


Postar um comentário