16 de junho de 2009

160

Sou mulher com muito orgulho sem imaginar que a vida pode ser bem mais difícil por isto..sou branca porque é a pele que tenho, e no meu mundo ninguém é melhor ou pior por isto. Não tenho religião, porque acredito em energia. Adoro vermelho, e sou gremista, porque time nunca definiu personalidade de ninguém. Sei se amo ou odeio aos 30 segundos do primeiro tempo. Fiz o contrário das minhas supostas teorias e cai na risada. Adoro descobrir, muito mais do que estar certa. Ave césar pra cerveja e vinho, e já gostei de whisky, até que um dia o whisky aprontou. Sim, vocês podem me ligar a qualquer horário, porque já precisei e nem sempre a ligação se completou. Durmo até no meio de festa, sem o menor pudor. Já tive muito calo no pé, porque me obrigavam a fazer ballet, e nem assim aprendi a odiar ballet....Já achei que ia morrer, já quis, e não quis. Subi em montanhas só pra provar que podia. Rezei pra tomar o caminho certo. Colei sendo o QI mais alto do colégio e gostava de nadar 3 horas por dia. Gritei, chorei demais e escondido... Não agora, agora tô com raiva.... E dou risada sem freio, porque meu botão de volume quebrou antes de funcionar...e o mais importante, tenho minhas próprias leis do politicamente correto, ou socialmente aceitável..

Me senti fora do protótipo de felicidade que alguns montaram, e que me excluem. Não sei quais os motivos...mas agora não faz a menor diferença.

Zigezagueando....na tontura imaginei fantasia, era só...falta de rumo. É mais fácil não ir adiante. O medo impotencializa, disfarçadamente acomoda..seria mais fácil perceber sem a ilusão do " em movimento".

Sabe aquela raiva? Se transformou na tal energia que me move..este é só um dos meus super poderes.

Na placa tá escrito: Entrada restrita .
Postar um comentário